Tá Com Fome?

12 Dicas para Ter um Cachorro Bem Alimentado!

COMPARTILHAMENTOS

Você tá dando a comida certa pro seu melhor amigo? As vezes eu penso nisso. Fico tão confusa que vivo mudando a ração da minha cadela, e nunca sabia qual que era boa, qual que ela gostava mais, e qual marca era a melhor pra minha amiguinha.

mybowl-1

EIS QUE a Dra. Brana Bonder entrou na minha vida! A Dra. Brana é uma veterinária, especialista em alimentos para cães e gatos e é tão legal, que topou nos dar algumas dicas de alimentação para nossos cães.

Vamos fazer vários posts sobre assuntos diferentes em alimentação para cães com dicas da Dra. Brana, então fiquem de olho pra aprender mais!

O post de hoje, vai passar dicas gerais de alimentação para seu cachorrinho!

Qual é o melhor método para alimentar o meu cãozinho?

Dog-Looking-at-Food

1. Dividir Alimento em Porções: Alimentar o cão com uma quantidade de alimento controlada, pré mensurada para atingir as necessidades calóricas e nutricionais, dividido em, no mínimo, duas vezes ao dia é a melhor opção.

2. Alimento à vontade engorda!: É muito comum a prática de fornecimento do alimento à vontade, o que chamamos de “ad libitum”. Entretanto, esse método de fornecimento predispõe ao desenvolvimento de sobrepeso, e isso, associado a um estilo de vida sedentário vai interferir diretamente na qualidade de vida do seu pet.

3. Consumo Restrito Leva à Vida Longa: Em estudo avaliando os efeitos da restrição dietética no tempo de vida em cães, mostrou que os animais com consumo restrito viveram mais tempo e demoraram mais tempo para apresentarem necessidade de tratamento para qualquer condição crônica.

Quais são os nutrientes que não podem faltar na ração da minha cadela?

cachorro-pode-comer-cenoura

Alguns nutrientes são ditos como essenciais porque o organismo do cão não tem capacidade de sintetizar. Podemos citar:

4. Ácidos graxos essenciais: eles vem da gordura e exercem inúmeras funções em diferentes sistemas, como o sistema imunológico e na manutenção da pele e pelo. Podemos destacar o ácido α linolênico, o EPA e DHA da família ômega 3 e o ácido linoleico da família ômega 6. O óleo de peixe é a fonte preferencial para o fornecimento de ácidos graxos ômega 3.

5. Aminoácidos essenciais: são usados para síntese de proteínas corporais, cicatrização, e também servem como fonte de elementos que são essenciais para a formação dos aminoácidos que o cão consegue produzir. Esses aminoácidos essenciais são fornecidos pela proteína da dieta. Assim, é importante que a proteína do alimento seja de boa qualidade e de alto aproveitamento (digestibilidade).

6. Vitaminas: A maioria das vitaminas não podem ser sintetizadas pelo organismo e devem ser fornecidas com a dieta, com exceção da vitamina C. Essa vitamina pode ser sintetizada a partir da glicose, diferentemente do que ocorre em humanos.

E petiscos? O que posso oferecer?

dog_treats_05

7. 10%: Tudo o que não é a alimentação principal pode sim, fazer parte da rotina alimentar do cãozinho, mas sem excessos, podendo compor até 10% da ingestão de calorias diária. Além do excesso de petiscos induzir ao ganho do peso, isso pode desencorajar o animal a comer a sua refeição principal, que é balanceada e que promove uma nutrição adequada.

O que não posso dar pra minha cachorrinha?

Vixe, tem coisa demais!

 dog-cupcake

8. Cebola + Alho = Anemia: A cebola e o alho induzem anemia. O alho também pode provocar dermatite de contato e ataques de asma. Assim, não devemos oferecer nossos alimentos temperados aos nossos cãozinhos.

9. Chocolate = Piriri: O nosso adorado chocolate é um outro vilão dos petiscos para cães. Ele contém Teobromina, que pode causar vômito, diarréia, tremores, taquicardia, disritmias cardíacas, convulsão e até mesmo óbito. É importante lembrar que não há antídoto para a intoxicação com chocolate.

10. Fruta?! FRUTA!: Um outro pensamento que devemos destacar e esclarecer é: “Ah, é fruta. Fruta não faz mal”. Uvas, vou incluir nesse tópico as uvas passas, são associados ao desenvolvimento de doença renal aguda em cães.

Hmmm, mas existe alguma regra geral de comida, comida mesmo que faço em casa, que posso ou não posso dar pra ela?

receita-de-comida-caseira-para-cachorro-02

11. Dieta Caseira Tem Que Ser Cozidinha: A dieta caseira pode ser oferecida, com tanto que seja formulada especialmente para o animal em questão, atendendo suas necessidade calórico/nutricionais diárias e sua condição clínica. Os alimentos devem ser todos cozidos. O cozimento aumenta a digestibilidade – aproveitamento – dos carboidratos da dieta, além de evitar a transmissão de doenças.

Êpa! Então como escolhemos o alimentos certos pros nossos melhores amigos?

all-sizes

12. Rações de Acordo com Idade/Tamanho/Peso: A nutrição ótima tem como objetivo fornecer as necessidade nutricionais específicas de acordo idade/estágio de vida (ex: se é um cão filhote, adulto, idoso) e estado fisiológico (ex: gestação, reprodução) com a intenção de promover ótima saúde e longevidade. Os alimentos descritos com o perfil mais próximo as características do seu cão são os preferenciais.

 

 

Obrigada Dra. Brana! Eu, a Severina e todos os tutores e cãozinhos do BarkPost agradecemos 🙂 Alguém tem mais alguma dúvida pra nossa médica veterinária nutróloga? Pergunte aí e vai que dá samba um post!

Enquanto isso, sigam as dicas da Dra. Brana e curta seu dog feliz!

dancing-dog