Procuro um amor que seja bom pra mim

Cachorro que Chorou Depois de ser Abandonado só quer uma Família

COMPARTILHAMENTOS

Quando a família do Puffy entrou no carro e dirigiu pra longe, ele olhou fixamente pela janela até os donos desaparecerem. Depois de 5 anos, seus donos decidiram que não o queriam mais e então eles deixaram o Puffy num abrigo e não olharam pra trás. Ele ficou imóvel naquela janela, ficou olhando e chorou.

Puffy com uma amiga

Puffy com uma amiga

Suzanne Levin Kaplan, fundadora do abrigo Long Island Pit Stop Animal Rescue, conheceu Puffy há cinco anos num abrigo lotado; ela salvou a vida dele e o levou para seu lar temporário impedindo que ele fosse sacrificado. Depois, ele foi adotado, mas Suzanne nunca se esqueceu dele. Ela já trabalhou com inúmeros cães, mas Puffy era especial. “Ele foi o único que marcou de verdade”.

Puffy com as filhas de uma voluntária

Puffy com as filhas de uma voluntária

No início do ano, Suzanne recebeu uma ligação. As crianças da família do Puffy foram pra faculdade e a mãe não queria mais cuidar dele. Ela nunca havia entrado em contato com Suzanne e Suzanne nunca chegou a procurar saber como estava o Puffy. Se ela tivesse feito isso, certamente já saberia que ele não estava bem.

Puffy_04

Como ele não tinha uma casa, Puffy ficava vagando de casa em casa, umas temporárias, outras como tentativa de adoção definitiva. A falta de estabilidade foi muito ruim pra ele. Quando colocavam ele numa jaula ou numa caixa, ele colocava a cabeça por entre as barras, ferindo a própria pele (dá pra ver aí nas fotos). Ele estava tentando a todo custo se soltar para ver as pessoas com as quais estabeleceu alguma ligação.

Puffy_02

A maior esperança da vida do Puffy era passar seus dias com alguém que fosse uma boa companhia pra ele. Ele é capaz de ficar horas sentado descansando a cabeça no colo de uma pessoa. Quando ele voltou, Suzanne não sabia se ele a reconheceria depois de cinco anos sem vê-la, mas o cachorro a reconheceu instantaneamente e a encheu de carinho.

Puffy_05

Quando Puffy conhece uma pessoa, ele nunca se esquece dela. Esse cachorro especial entende que o amor é para sempre, mesmo que sua primeira família tenha esquecido. Recentemente, Suzanne entrou no Facebook e viu a última dona do Puffy aparecer no seu feed de notícias. Ela comprou outro cachorro, dessa vez um pequeno e peludo.

Puffy_01

Claro que o Puffy não sabe disso. O que ele sabe é que mesmo que ele esteja sozinho e com medo, ele ainda ama pessoas. Ele sabe que sempre terá alguém esperando por ele. Só que não encontram ele ainda.

Puffy_03

Atualmente ele ainda aguarda adoção nos Estados Unidos. Foi criada uma página para divulgar a história dele e tentar, quem sabe, conseguir uma família disposta a cuidar e dar carinho a esse Pit Bull tão amoroso. Ele tem algumas particularidades: não se dá bem com gatos, geralmente é de boa com fêmeas, porém muito seletivo com outros machos, por isso é necessário fazer uma tentativa antes da adoção definitiva.

A gente, aqui do Brasil, torce muito por um final feliz pro Puffy. Sabe aquela música Segredos, do Frejat, que inclusive tem um cachorrinho no clipe? Acho que é a trilha sonora desse nosso Pit Bull…

Procuro um amor que seja bom pra mim
Vou procurar, eu vou até o fim

Imagem em destaque e todas as ilustrativas deste post são via Puffy Prays for a Home