Nostalgia canina

18 cães famosos que fizeram parte da nossa infância

COMPARTILHAMENTOS

Da TV ao cinema, apresentamos uma lista dos cachorros que vivem no coração de todo mundo que foi criança nos anos 90 e também um pouquinho daqueles que cresceram nos anos 80. Antes de começar a sessão nostalgia canina, dê play nessa música e embarque no nosso canil do tempo!

18. Sam Sheepdog

O Pastor-de-brie Sam era o pior pesadelo de Ralph, o lobo faminto e azarado. Graças ao esperto Sam, não há registros de que alguma ovelha tenha desaparecido sob seus domínios. O SBT exibia na TV aberta os embates hilários entre esses arqui-inimigos.

17. Spike e Tyke (Tom & Jerry)

Personagens secundários de Tom e Jerry, a dupla Spike e Tyke conquistou o coração de muitas crianças dos anos 80 e 90, quando o desenho era exibido no SBT. Spike era a pedra no caminho dos planos de Tom e tinha um amor incondicional pelo filhote Tyke. Os dois eram Bulldogs Americanos.

16. Arcanine (Pokemon)

O mundo dos Pokemons tinha vários personagens com poderes especiais, muitos deles semelhantes a animais da vida real. O Pokemon mais próximo de ser um cachorro era o corajoso e leal Arcanine, do tipo fogo.

15. Costelinha (Doug)

Doug Funnie foi um dos desenhos mais populares dos anos 90 e ficou famoso por aqui quando era exibido na Nickelodeon e no SBT. Seu cãozinho Costelinha às vezes roubava a cena. Ele tinha muitos talentos: sabia dançar, atuar e até jogar xadrez. Mas não se sabe a raça do cachorrinho azul do Doug. Um vira-lata adorável talvez?

14. Bingo – Esperto pra Cachorro

Um clássico da Sessão da Tarde. Um menino, que era proibido pelos pais de ter um cachorro, acaba encontrando um Border Collie mestiço, que fugiu do circo onde era maltratado. Escondido dos pais, começa a criar o cãozinho, vivendo altas confusões.

13. Cachorro Grande e Cachorro Pequeno (Dois Cachorros Bobos)

Essa era uma das duplas mais engraçadas do universo dos cartoons dos anos 90. Talvez uma versão canina de O Gordo e o Magro, com uma pitada do humor de Os Três Patetas. Cachorro Grande, o Pastor Inglês, e Cachorro Pequeno, o Dachshund, certamente estão no hall da fama das duplas de humor dos desenhos animados, logo ali ao lado de Pink e Cérebro e Timão e Pumba.

12. Muttley (Corrida Maluca)

Uma das risadas mais inconfundíveis da TV causa nostalgia nas crianças dos anos 80 e 90. As aventuras vividas com seu dono, rival e companheiro Dick Vigarista podiam ser vistas nos desenhos Corrida Maluca e Máquinas Voadoras.

11. Milo (O Máskara)

O Máskara, de Jim Carrey, é um clássico absoluto dos anos 90 e seu companheiro peludo também. Milo por vezes era quem salvava a pele de Stanley e até roubava a cena quando usava a máscara de Loki. Os personagens foram sucesso tanto no cinema, quanto na TV, na série animada que o SBT exibia.

10. Chance e Shadow (A Incrível Jornada)

Ao lado da gatinha Sassy, Chance e Shadow conquistaram o coração de muitas crianças da década de 90 graças ao clássico filme A Incrível Jornada. Enquanto Shadow era um Golden Retriver inteligente e sensato, Chance era o Bulldog Americano engraçado e atrapalhado. Toda a saga dos três pets em busca de sua família é narrada pelo próprio Chance, que era dublado por Michael. J. Fox.

9. Pluto (Mickey)

Pluto é provavelmente um dos cães mais famosos dos desenhos animados. Não é tão fácil assim de definir, mas a raça do cachorro do Mickey é a Cão de Santo Humberto, de origem inglesa e belga, se você não sabia. Todo mundo se divertia muito com Pluto passando apuros nas manhãs da Globo.

8. Beethoven

Talvez um dos cachorros de maior sucesso do cinema. Esse São Bernardo encantou milhões de crianças pelo mundo e no Brasil não foi diferente. Quem não se lembra das cenas clássicas e dos gritos de “Beethoveeeeeeen”, do seu dono nervoso?

7. Os cachorros de Vira-Lata

Em 1996, a Globo exibiu no horário das 19h a novela Vira-Lata e, como sugeria o nome, tinha um grande elenco canino. No início, eram 18 cães e ao longo da trama o número diminuiu pra 6. Os protagonistas vividos por Murilo Benício e Andréa Beltrão moravam numa casa repleta de cachorros. Mesmo com uma temática voltada ao público adulto, a novela atraiu muitas crianças por causa dos bichinhos.

6. Pateta e Max (A Turma do Pateta)

No universo Disney, o Pateta era um cachorro diferente do Pluto. Ele sabia falar e agia como ser humano, assim como o Pato Donald e o Mickey. Na década de 90, A Turma do Pateta era o desenho principal de um dos programas mais legais da época, o Disney Club. Como esquecer do Comitê Revolucionário Ultra Jovem? Pateta dividia o show com seu filho pré-adolescente Max. Ah, e esse desenho tinha talvez uma das mais legais músicas de abertura já feitas. Cru, cruj, cruj, tcha… Opa, calmaí que tem mais!

5. Scooby-Doo

Era impossível não se divertir com as trapalhadas do medroso Scooby-Doo e seu amigo Salsicha, fundamentais para desvendar os mistérios de uma das séries animadas mais populares da TV. Quem nunca teve vontade de provar os aparentemente deliciosos Biscoitos Scooby e não dizia junto, ao fim de cada episódio, “Scooby-Dooby-Doo-oo-oo!”?

4. Snoopy (A Turma do Charlie Brown)

Um dos cães mais populares da cultura pop é criação de Charles Schulz. Sempre com o hábito incomum de dormir no telhado de sua casinha, Snoopy tinha o passarinho amarelo Woodstock como companheiro, além do seu dono Charlie Brown, a quem ele não era nem um pouco submisso. Bem pelo contrário. Os especiais de Peanuts foram exibidos por aqui na Record e no SBT, na TV Aberta. Os fãs desse Beagle podem comemorar, porque em 2015 vai ter animação em 3D dele no cinema:

3. Bidu e Floquinho (Turma da Mônica)

Nas histórias em quadrinhos brasileiras, nenhuma outra fez tanto a cabeça das crianças como A Turma da Mônica, do Maurício de Sousa. Entre os incríveis personagens criados, os pets também tinha espaço. Primeiro, o Schnauzer azul Bidu, cãozinho do Franjinha. E tinha também o brincalhão e super peludo Floquinho, da raça Lhasa Apso. Ele era o melhor amigo do Cebolinha.

2. Lassie

Conhecida como a “cadela mais famosa do mundo”, essa Rough Collie fez parte da infância de muitas gerações, desde a década de 40 até a de 2000. O último filme sobre ela estreou em 2005, mas o que está na lembrança de muitas pessoas é o de 1994, presença constante nas telas da Sessão da Tarde. Lassie era uma verdadeira heroína, corajosa e destemida.

1. Priscila e a turma da TV Colosso

Toda criança dos anos 90 lembra de uma das mais carismáticas personagens do universo infantil brasileiro. Priscila (Sheep Dog) era uma verdadeira artista, sabia cantar, dançar e atuar. Tinha um charme único, além de toda aquela simpatia. Na verdade, toda a turma da TV Colosso merece destaque. O programa se passava numa emissora de TV operada apenas por cães. A música Eu Não Largo o Osso, que a gente colocou pra tocar lá em cima está pra sempre em nossos corações, assim como o bordão clássico “Atentión, pessoall, tá na horrra de matarr a fomê! Tá na mêss, pessoaaaaal”.

Fonte da imagem de destaque