Lealdade ou luto?

Se Você Morresse, Será que o seu Cachorro Saberia?

COMPARTILHAMENTOS

Já ouvimos histórias de cachorros que vivem o luto da morte de seus donos. Tem a história do Figo, um cachorro policial que foi fotografado em 2013 prestando respeito no funeral de seu parceiro morto. E recentemente, um cachorro esperou pacientemente a volta do seu dono por duas semanas depois que ele foi assassinado. A dúvida que fica é: será que eles entendem o que realmente aconteceu?

Será que os cães percebem que seus donos se foram?

dog-mourn-2

A Associação Americana de Prevenção a Crueldade com Animais (ASPCA) tem um estudo que sugere que dois terços dos cachorros demonstram sintomas de ansiedade da separação quando seus donos morrem, incluindo choros, perda de apetite e depressão.

O veterinário Michael W. Fox disse que os cachorros definitivamente sentem o luto. Alguns animais sabem que o dono se foi mesmo antes do hospital ligar para a família (há poucas evidências sobre esse fato). A especialista em comportamento animal Sarah Wilson disse à revista People que não se trata muito do cachorro ficar de luto, mas sim o fato de que eles não entendem por que o dono não está mais com eles.

“Para um animal, você é o mundo dele, e ele não compreende morte, separação ou o fato de que você não está mais ali”, disse Wilson.

kae

Chega a ser um processo de luto, mas não sabemos o quanto o cachorro entende o que está acontecendo. Isso é porque os cachorros comunicam seus sentimentos de uma forma diferente da nossa e a ciência do comportamento animal ainda não encontrou um jeito de interpretar isso.

Muitas histórias mostram a inabalável lealdade dos cães, sem o tradicional luto, depois que seus donos morrem. Tem a famosa história do Hachiko, um cachorro japonês que viveu nos anos 30, que visitava uma estação de trem todo dia durante 9 anos esperando seu mestre voltar. Outro cachorro que viveu na mesma época, o Spot, que ficou ao lado do túmulo do seu dono por meses depois que ele morreu. E um cão na Sibéria tem aguardado na estrada por mais de um ano depois que seu dono morreu no final de 2014.

dog-mourn-3

E não é somente em relação aos humanos. Há também histórias de cães que choram a morte de outros cães. Em 2009, a o repórter da revista Psychology Today, Steven Kotler, compartilhou uma história sobre seu cachorro Willi, que repetidamente tentava cobrir o corpo do seu amigo canino Joey com um cobertor. E, no ano passado, a jornalista Andrea Bell compartilhou uma foto no Facebook de seu cachorro Boris deitado nos túmulos de seus cães mais velhos, que tinham acabado de morrer.

“Do jeito dele, é realmente muito bonito”, escreveu Bell. “Animais têm mais ‘humanidade’ do que muitos humanos”.

Essa humanidade dá pistas de como eles lidam com doenças também. Alguns pesquisadores sugerem que os cães notam alguns odores e linguagens corporais quando seus donos estão doentes ou morrendo e oferecem conforto em resposta. É por isso que alguns asilos têm cães, não somente porque eles deixam o dia a dia das pessoas mais feliz, mas porque eles notam coisas que médicos e enfermeiros nem sempre veem.

11_15_ghg_rio_teresopolis

Talvez a gente não entenda de fato se os cães realmente saberão se morrermos, mas o amor, dedicação e carinho que eles têm por nós pode durar até quando não estivermos mais ao lado deles.

A imagem em destaque é via McCafferty Himself e traz o cachorro Leão, que velou o túmulo da sua dona, morta nos deslizamentos provocados pelas chuvas que arrasaram a Região Serrana do Rio de Janeiro em 2011. Já contamos essa história aqui.